14 de nov de 2010

''CONTINUEM OLHANDO PARA CIMA''

Provavelmente os seus bisavós não sabiam da existência de outras galáxias
quando ainda estudavam.
Em uma época não muito distante, acreditava-se que a Terra era o centro de tudo
o que existia, e que tudo girava em volta do nosso planeta.
Hoje, sabemos que não somos nem mesmo o centro da nossa galáxia.
E quanto mais olhamos para cima, quanto mais aprendemos, menor nos tornamos.
Somos insignificantes na escala dos mundos.

VEJA A MAIOR ESTRELA JÁ DESCOBERTA (impressionante):


''A FOTO MAIS IMPORTANTE DA HUMANIDADE''

''Ultra Deep Field''

A imagem acima é uma foto de 78 bilhões de anos-luz.
E pra quem ainda tem dúvidas do que representa um

ano-luz, é a distância que a luz percorre durante um ano 
inteiro,ou seja, um ano-luz equivale a uma distância de 
quase 10 trilhões de km (lembrando que a velocidade 
da luz é de aproximadamente 300.000 km POR SEGUNDO).

A imagem foi obtida através do lendário telescópio Hubble,
no ano de 2003.
Hubble Ultra Deep Field (vídeo legendado): http://www.youtube.com/watch?v=epOzDJvqWYY&feature=related

A bilhões de anos estrelas explodiram e lançaram
seus elementos pelo universo todo, enriquecendo
as nuvens gasosas com a química da vida.
Os núcleos incandescentes das estrelas podem ser rastreados,
assim também como as moléculas do nosso corpo,
e os átomos destas moléculas.
Biologicamente, estamos conectados entre nós.
Quimicamente estamos conectados à Terra,
e também ao universo, atomicamente.
Isto é o máximo!
É algo que faz sorrir, é uma sensação de amplitude.
Não somos melhores do que o universo,
somos parte dele.
Estamos no universo, e ele está em nós.
Por isso não se esqueçam nunca de olhar para o céu,
de olhar para a natureza, e de olhar até mesmo para as
maravilhas que ainda não podemos decifrar.
Somos parte de algo bonito, parte de tudo o que existe...

Continuem olhando para cima!



Nenhum comentário:

Postar um comentário